Juiz decreta falência do Grupo João Lyra

Extraído de: tudonahora.uol   Setembro 27, 2012

O juiz convocado do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) Marcelo Tadeu Lemos de Oliveira decretou a falência da Usina Laginha Industrial S/A e de todas as suas empresas associadas, pertencentes ao Grupo João Lyra. O juiz, que substitui a desembargadora Nelma Padilha, tomou a decisão por conta de dívidas que somam R$ 1,285 bilhão e não foram pagas dentro dos prazos estabelecidos pela Justiça a diversos credores.

O magistrado, que compõe a 3ª Câmara Cível do TJ, confirmou ao Tudo Na Hora que a decisão será publicada no Diário de Justiça desta sexta-feira (27).

São afetadas pela decisão todas as usinas do grupo pertencente ao deputado federal – Laginha, Guaxuma e Uruba, em Alagoas; e Triacóol e Vale do Paranaíba, em Minas Gerias –, a concessionária de veículos Mapel e a LUG Taxi Aéreo. As empresas de comunicação do Grupo JL não estão incluídas no decreto de falência.

Enfrentando dificuldades financeiras nos últimos seis anos, o grupo conseguiu aprovar um processo de recuperação judicial no ano de 2008, para tentar se reerguer, mas não conseguiu honrar os compromissos com seus credores.

Autor: Vinculado ao tudonahora.uol


 
 
Deixe seu comentário



Siga o Ecofinanças