Seis mil moçambicanos disputam 150 vagas de estágio na mineradora Vale

Extraído de: africa21digital.economia   Março 01, 2013

Pelo menos seis mil pessoas concorreram este ano para o programa de estágios da empresa mineira Vale Moçambique, do grupo brasileiro Vale, que abriu para este ano 150 vagas.

Vale Moçambique, do grupo brasileiro Vale , que abriu para este ano 150 vagas.">

Maputo - Pelo menos seis mil pessoas concorreram este ano para o programa de estágios da empresa mineira Vale Moçambique,  do grupo brasileiro Vale , que abriu para este ano 150 vagas, informa a AIM.

A grande corrida pelos estágios da Vale ilustra o problema da falta de emprego em Moçambique e por outro lado o grande apetite das pessoas por esta multinacional devido aos 'fabulosos' salários pagos por esta mesma empresa. Parte dos candidatos é constituída por trabalhadores.

As vagas foram abertas em finais do ano passado e até Janeiro último, a multinacional brasileira recebeu candidaturas da cidade de Maputo e das províncias de Nampula, Tete e Sofala referentes a diversas áreas que cobrem as operações da empresa em Moçambique.

Um comunicado de imprensa da Vale recebido pela AIM, actualmente, decorre a triagem dos candidatos para o exercício do Programa de Estágio 2013 e os indivíduos seleccionados deverão iniciar os seus estágios em Abril, com a duração de um ano e com a possibilidade de serem admitidos pela empresa.

"Ainda no segundo semestre deste ano a Vale promove um segundo ciclo de candidaturas para estagiários. Os candidatos não seleccionados para o Programa de Estágio 2013, farão parte do banco de dados da empresa para futuras oportunidades", indica a fonte.

Para a empresa, esta corrida constitui motivo de satisfação, por ser sinal de que a Vale é "bem compreendida e desejada pelos moçambicanos".

"Este é um Programa de grande valia pois trata-se de uma oportunidade para o desenvolvimento de competências destes jovens recém-formados e eles aqui vivenciam a prática, têm um líder que os orienta e os prepara com profissionalismo para o emprego na Vale e em outras empresas moçambicanas", disse a directora dos Recursos Humanos da Vale , Paula Eller.

Designado "porta de entrada", este programa existe em Moçambique desde 2009 e desde lá já beneficiou mais de 200 pessoas, cuja maioria trabalha para a empresa. A Vale considera este programa como uma oportunidade para jovens - particularmente os recém-formados - ganharem experiência profissional com perspectiva de emprego na empresa.

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Comentário:
Enviar

yvComment v.2.00.4

Autor: Da Redação, com agência


 
 
Deixe seu comentário



Siga o Ecofinanças