Souza Cruz é condenada a indenizar provador de cigarros em R$ 500 mil

Extraído de: investmax   Março 27, 2014

iG São Paulo Segundo TST, funcionário teve pneumotórax após exercer função durante dez anosO  Tribunal Superior do Trabalho (TST) manteve decisão que obriga a Souza Cruz a pagar R$ 500 mil de indenização por dano moral a um provador de cigarros que adquiriu penumotórax (doença pulmonar grave) após dez anos na função. -Leia também: Souza Cruz é condenada em R$ 2 milhões por investigar funcionáriosO trabalhador foi admitido na fabricante de cigarros como mensageiro em 1976, aos 15 anos de idade. Dos 18 aos 28 anos, exerceu atividade de experimentar uma média de 200 cigarros por dia, quatro vezes por semana, das 7 às 9h, em jejum.Segundo nota publicada no site do TST, a empresa tentou recorrer, mas o Tribunal manteve condenação, reduzindo, no entanto, a indenização de cerca de... » Clique Aqui para ler o conteúdo completo desta notícia direto na fonte.

Autor: Vinculado ao investmax


 
 
Deixe seu comentário



Siga o Ecofinanças